Histórico


Outros sites
 Blog da Shantall


 
As sutilezas da alma em transe


Olá!

Estou percebendo que uma mudança pode gerar várias outras mudanças. Quando você começa a arrumar as suas coisas, na casa nova, você começa a se deparar como objetos que não via a muito tempo! Esses objetos trazem consigo, muitas vezes, várias lembranças. Lembranças de fatos vividos, de lugares visitados, de lugares que gostaríamos de ter visitado e não visitamos, e assim vai. Este reencontro com tantas situações nos faz reavaliar muitas coisas!

A vontade de arrumar a casa me fez ter vontade de arrumar minha casa interior. Vivo nela o tempo todo e não me preocupo com as limpezas e arrumações que ela pede!!! É tempo de mudança... de mudanças externas e, principalmente, mudanças internas!!! E se é tempo de mudanças só posso recebê-las bem e esperar que elas venham!!!

Que venham as mudanças!!! Tempo de mudança, tempo de melhora!!!



Escrito por Vanesca [ loved & blessed ] às 15h32
[] [ ]



Eu sou criança. E vou crescer assim. Gosto de abraçar apertado, sentir alegria inteira, inventar mundos, inventar amores. O simples me faz rir, o complicado me aborrece. O mundo pra mim é grande, não entendo como moro em um planeta que gira sem parar, nem como funciona um fax. Verdade seja dita: entender, eu entendo. Mas não faz diferença, os dias passam rápido demais, existe a tal gravidade, papéis entram e saem de máquinas, ninguém sabe ao certo quem descobriu a cor. (Têm coisas que não precisam ser explicadas. Pelo menos não para mim). Tenho um coração maior do que eu, nunca sei minha altura, tenho o tamanho de um sonho. E o sonho escreve a minha vida que às vezes eu risco, rabisco, embolo e jogo debaixo da cama (pra descansar a alma e dormir sossegada).

Coragem eu tenho um monte. Mas medo eu tenho poucos. Tenho medo de Jornal Nacional, de lagartixa branca, de maionese vencida, tenho medo das pessoas, tenho medo de mim. Minha bagunça mora aqui dentro, pensamentos dormem e acordam, nunca sei a hora certa. Mas uma coisa eu digo: eu não paro. Perco o rumo, ralo o joelho, bato de frente com a cara na porta: sei onde quero chegar, mesmo sem saber como. E vou. Sempre me pergunto quanto falta, se está perto, com que letra começa, se vai ter fim, se vai dar certo. Sempre questiono se você está feliz, se eu estou bonita, se eu vou ganhar estrelinha, se eu posso levar pra casa, se eu posso te levar pra mim. Não gosto de meias – palavras, de gente morna, nem de amar em silêncio. Aprendi que palavra é igual oração: tem que ser inteira senão perde a força. E força não há de faltar porque – aqui dentro – eu carrego o meu mundo. Sou menina levada, sou criança crescida com contas para pagar. E mesmo pequena, não deixo de crescer. Trabalho igual gente grande, fico séria, traço metas. Mas quando chega a hora do recreio, aí vou eu… Escrevo escondido, faço manha, tomo sorvete no pote, choro quando dói, choro quando não dói. E eu amo. Amo igual criança. Amo com os olhos vidrados, amo com todas as letras. Sem restrições. Sem medo. Sem frases cortadas. Sem censura. Quer me entender? Não precisa. Quer me fazer feliz? Me dê um chocolate, um bilhete, uma mentira bonita pra me fazer sonhar. Não importa. Todo dia é dia de ser criança e criança não liga pra preço, pra laço de fita e cartão com relevo. Criança gosta mesmo é de beijo, abraço e surpresa!

(E eu – como boa criança que sou – quero mais é rasgar o pacote!)

(Fernanda Melo)



Escrito por Vanesca [ loved & blessed ] às 19h57
[] [ ]



Quase 05 anos depois, retornei!!!

Acho que preciso voltar a escrever um pouco!!! Amanhã... mudança!!! To ansiosa... mas preguiçosa, também!!!

Até que ponto uma mudança influencia outras mudanças??? Não sei... mas vou tentar descobrir agora!!! E registrarei!!!



Escrito por Vanesca [ loved & blessed ] às 19h41
[] [ ]



Estou me sentindo tão fraca... parece que de repente as coisas deixaram de parecer tão seguras... o mundo parece não ser tão firme... nossaaaaaaaaaaaa... que vontade descontrolada de gritar e sentir as coisas sairem de dentro de mim com a força do meu grito...

Que loucura...

Total



Escrito por Vanesca [ loved & blessed ] às 15h28
[] [ ]



Um novo ano chegou... e com ele parece que chega a vontade de fazer tudo que a gente tem vontade... e mais do que isso... mudar tudo o que a gente sempre quis mudar...

Mas me pergunto... é preciso que o 31 de dezembro passe pra que possamos mudar alguma coisa... pra que acreditemos que realmente podemos ser felizes????

Acho que não!!!! Acho que se constroi mudanças a todo tempo... é preciso ser feliz a cada dia... ou pelo menos tentar...

Neste ano... e em todos os que vierem vou tentar isso... acreditar e lutar pra que cada dia seja um novo dia... e não esperar pra que cada ano seja um novo ano!!!!

Um novo dia pra todos nós!!!!!



Escrito por Vanesca [ loved & blessed ] às 12h12
[] [ ]



Quantas coisas passam na minha cabeça neste momento... nem sei quem sou... sou alguém que busca alguma coisa que parece que nunca vai ser encontrada...

Que coisa é essa?

Quem sou eu?

Nem sei... a dúvida com certeza gera a pior dor que eu sinto...

Necessito de certezas e nunca posso as ter... por quê????

Necessito de mim... de mim mesma... necessito da felicidade que existe dentro de mim e eu não consigo encontrá-la...

Queria mais do que qualquer coisa que ela se mostrasse a mim... que ela fosse minha amiga... minha confidente... e queria ser tudo isso pra ela...

Sei que essa felicidade teria seus momentos difíceis... que precisaria de mim pra continuar sendo ela mesma... e eu só queria estar ali com ela...

Mas acho que uma de nós duas ainda não entendeu o que se fazer pra se mostrar a outra...

Talvez o melhor seja continuar tentando... mas, quando a dúvida aparece a vontade é desistir...



Escrito por Vanesca [ loved & blessed ] às 10h39
[] [ ]



Tenho estado muito mal... aho que por muitas razões tenho me sentido muito usada... e nada é pior que isso!!!!! Como dóe sentir pessoas tão presentes e de repente tão indiferentes!!!!

E como isso tem me feito mal... como tenho me sentido incapaz de gerir e administrar minha própria vida... meus próprios sentimentos...

Nem senti tão só... acho que nunca senti isso assim... com essa intensidade...

Não sei o que fazer... só sei que vou ter que continuar a viver... só que espero que as coisas tomem novos rumos...

Rumos de encontro...

 



Escrito por Vanesca [ loved & blessed ] às 11h28
[] [ ]



"Ai, saudade... ai, saudade matadeira... quando dá e que não passa" (Almir Satter)

Hoje fiquei muito tempo pensando e sentindo saudades... Saudades de um grande amigo que por motivos pessoais teve que se ausentar por um tempo... e que tempo!!!!! Um ano!!!!! Como parece que esse um ano demora... nem fazem dois meses que ele foi pra lá...

Sinto tanta falta de ouvir aquela voz... das nossas conversas engraçadas... e das conversas tão sérias que a gente tinha... tão sérias que parecia que a gente ia conseguir mudar tudo a nossa volta...

Lembro daquele rosto lindo... que me trazia paz... a mim trazia paz...

É difícil ter que esperar tanto tempo pra rever alguém a quem se ama tanto... como dói

Mas, graças a Deus, existe o fato de saber que este um ano vai passar... e que vou poder viver tudo de novo...

Grandes amizades... grandes saudades....

"Lembro das tardes que passamos juntos, não é sempre mais eu sei... que você está bem agora..."

"E me lembro de você em dias assim... dias de chuva... dias de sol... e o que sinto não sei dizer..."

 



Escrito por Vanesca [ loved & blessed ] às 11h55
[] [ ]



Tenho me sentido tão bem... às vezes tão mal... acho que isso é aquela bendita Bipolaridade... ou talvez não... Talves isso seja a vida!!!!! Não sei como agir frente a determinadas situações!!!!! Se pudesse dormiria dias... ou não... eu ficaria bem acordada pra ver como as coisas acontecem... Sei lá... Tá tudo muito louco

Dúvidas... dúvidas e dúvidas... Amores e amores que por fim nem são amores...

Continuou procurando e precisando de intensidade... Relacionamentos intensos...

Amores intensos...



Escrito por Vanesca [ loved & blessed ] às 10h48
[] [ ]



Estou vivendo uma fase muito complicada na minha vida... Sabe quando você nem sabe o que fazer... Não saber se ata ou desata... Tudo é tão questionável... Não sei o que fazer, de verdade... Tenho medo de perder os meus dias com uma coisa que eu nem tenho certeza se tem que ser... Mas também tenho medo de deixar de viver o que pode ser pra eu viver... Nem sei, realmente, o que fazer

Às vezes, tenho certeza do que devo fazer... mas de repente a dúvida chega, de uma forma cruel, e tira de mim a única certeza que eu gostaria de continuar sentindo...

Só sei que me sinto tão só neste momento... Ninguém consegue entender o que eu, verdadeiramente, sinto... Uma dor estranha... A dor da dúvida... da insegurança... do medo... Sei lá o que fazer... Tudo que eu queria agora é que alguém me pegasse no colo e me fizesse acreditar que a solidão não existe...

E o pior é que essa tal solidão existe de verdade... Uma vez me disseram que a solidão só existe quando esquecemos de nós mesmos... E eu só queria saber, então, em que ponto da minha vida eu me perdi????...

Precisava me achar...

Precisava ser feliz...



Escrito por Vanesca [ loved & blessed ] às 20h44
[] [ ]



Esse final de semana pude ter certeza de algumas coisas nas quais sempre acreditei... Sempre acreditei que quem vê cara não vê coração... Muitas vezes, conhecemos pessoas que nos parecem inofensivas... muitas vezes tão "inofencivas" que nos sentimos acolhidos, atraídos para aquele mundo... e percebemos que essas pessoas são capazes de nos magoar de uma forma muito real... talvez a decepção tenha um aspecto muito maior porque vem associada ao susto... Como alguém, aparentemente, tão legal pode fazer isso comigo???? Consideração, Respeito não vêm estampados na cara de ninguém... Felizmente ou infelizmente não somos remédios, por tanto ninguém traz junto a si uma bula com instruções a seu respeito... Então, só nos resta continuar correndo os riscos que que a vida nos oferece... ou melhor, que as pessoas nos oferecem...

Escrito por Vanesca [ loved & blessed ] às 11h06
[] [ ]



"Memórias... não são só memórias... são fantasmas que gritam aos ouvidos coisas que eu nem quero saber..."



Escrito por Vanesca [ loved & blessed ] às 17h46
[] [ ]



Estava pensando como pode ser tão forte um vínculo de sangue... Muitas vezes, pensamos, por vários motivos, que família só tem beleza no retrato... mas acho que isso é superficial demais... É nós, é que não percebemos que a beleza da família está nas lutas que enfrentamos dentro dela... que nos traz muito crescimento... Hoje estou tão preocupada... meu sobrinho está com um pouco de febre... mas não conseguimos descobrir o por quê... Sei que Deus, é demasiadamente bom... sei que nada de mal vai acontecer... mas aquele amor sanguíneo que existe dentro de nós... forte e insuperável (graças a Deus) grita nesses momentos...

Escrito por Vanesca [ loved & blessed ] às 14h36
[] [ ]



"Eu perdi o meu medo, meu medo, da chuva..."

"Eu perdi o meu medo, me medo, da vida..."



Escrito por Vanesca [ loved & blessed ] às 14h29
[] [ ]



Quanto tempo sem escrever nada aqui!!!!! Hoje tive uma conversa tão importante com uma grande amiga!!!!! Cara, tem gente que simplesmente é fundamental na vida da gente... é o caso dessa amiga, a Shantall!!!! Cara na verdade ela é irmã!!!!! Ela me disse umas coisas que eu realmente precisava ouvir de alguém!!!!! Esse medo doente que eu tenho de quabrar a cara ainda vai me ferrar de verdade... Conversamos tanto... e eu cheguei a conclusão que as crianças que mais caem, que mais se machucam, que mais se quebram... são sem duvida as mais felizes, as que mais proveitam os momentos da vida!!!!! Então o lance é aproveitar!!!!!!!!!!

Escrito por Vanesca [ loved & blessed ] às 15h53
[] [ ]




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]